INSTRUÇÕES AOS AUTORES          /      INSTRUCTIONS TO AUTHORS


As normas de publicação
deverão ser inteiramente respeitadas. As propostas que não as cumpram serão devolvidas aos autores, sem revisão científica.

Todos os artigos, entrevistas e recensões propostos para publicação na revista C&T devem ser enviados para o respetivo endereço eletrónico chrisesc@uma.pt

Os idiomas da revista são: o português, o espanhol, o francês, o inglês.

Os artigos submetidos à publicação devem ser remetidos em versão eletrónica, em ficheiro doc ou docx (Microsoft Word), com a afiliação de autor, o respetivo endereço eletrónico e, separado, uma nota bio-bibliográfica do autor não devendo exceder 10 linhas de texto.
Impõe-se que todos os artigos propostos sejam originais, inéditos, não tendo sido anteriormente publicados, completos ou em parte, quer no formato impresso quer no eletrónico. Os textos publicados e as imagens (se as houver) são da responsabilidade dos respetivos autores.

Artigo: Os artigos devem ter entre 8 a 15 páginas, incluindo notas, bibliografia e resumos.
Recensão: As apresentações de críticas de publicações ou filmes não devem exceder as 5 páginas

Apresentação:
Cabeçalho
Título: centralizado, Times New Roman14, negrito
Identificação: alinhado à direita TNR 12, normal:
Nome(s) do(s) autor(es)
Funções -Endereço(s) institucional do(s) autor(es)
Endereço email
(Não é autorizada a colocação de informação adicional no cabeçalho ou em rodapé)

Resumos: TNR12, espaçamento simples, justificado
Dois resumos até 200 palavras cada, sendo um na língua do texto e outro em inglês. Caso o idioma do artigo já esteja em inglês, o secundo resumo será redigido numa das línguas da revista. A proposta de um outro idioma será objeto de apreciação prévia pela Comissão editorial.
Palavras-chave: 6 máximo

Texto: TNR 12, espaçamento simples, justificado
Primeira linha: avanço 0,5 cm
Margens: 3cm (superior e inferior) e 2,5cm (esquerda e direita)
Notas de rodapé: na própria página, TNR 10, espaçamento simples, justificado. Devem ser no menor número possível e resumidas.
O número da nota, no texto, deve ser colocado fora de qualquer pontuação
“palavra”1, não “palavra1,”
“O ministro demitiu-se.”1 não “O ministro dimitiu-se.1
O autor publicou um livro fundamental.1

Citações:
As citações inferiores a 3 linhas: devem aparecer entre aspas francesas « b » (espaços insecáveis), com itálico, no corpo do texto. As aspas inglesas/curvas duplas “b” (sem espaços – que não pode ser quebrado) servem unicamente para realçar um termo/palavra ou diferenciar diálogos em textos narrativos/citações.
Todas as citações devem ser acompanhadas pela referência bibliográfica, como no exemplo seguinte: (Malinowski, 1927: 73).
As citações maiores que 3 linhas: devem aparecer destacadas, em itálico e sem aspas, um espaço abaixo do texto, com o avanço de 0,5 cm e em TNR12. As citações poderão ser apresentadas na língua original (colocar a tradução numa nota de rodapé) ou traduzidas (versão original numa nota de rodapé)

Abreviaturas recomendadas:
op. cit. [opere citato, obra citada] (itálicos) quando se trata da mesma referência bibliográfica (mesma data da edição consultada ) (Malinowski, op. cit.: 79)
ibid (ibidem, no mesmo lugar), data e página idênticas. (Malinowski, ibid.)
et al (que significa “e outro”) ou et alii (“e outros”) se existirem va´rios autores; após ter citado uma primeira vez a referência completa, colocar apenas o primeiro nome do autor seguido de (Malinowski, Rouch, Lévi-Strauss, 1980: 5) (Malinowski et alii, 1980: 5).

Remissões entre diferentes partes do texto serão preferencialmente evitadas e, a existir, farão referência ao número de página remetido.

Títulos de filmes, livros, jornais, revistas, músicas, peças de teatro, quadros e obras afins: itálico sem aspas

Palavras estrangeiras: itálico sem aspas.

Extratextos: mapas, desenhos, quadros, tabelas, fotografias, etc.
Devem ser integrados no texto, numerados sequencialmente, identificados como figura (Fig.) ou quadro, conforme o caso, e serem acompanhados de legenda e fonte (nome do autor/artista; no caso de não ser identificável, colocar uma nota de rodapé com um eventual link).
Devem aparecer destacados, um espaço abaixo do texto anterior e um espaço antes do parágrafo seguinte. O autor deve verificar se os extra-textos são estáveis ou seja co-dependentes do texto. No caso de reformatações do artigo pela Comissão editorial, as imagens seguem-nas. Pela mesma razão, as legendas (TNR 10) não devem ser inseridas num quadro pré-formatado.
As figuras devem possuir elevada qualidade gráfica de modo a permitir a sua reprodução, e eventual redução, sem perda apreciável de nitidez.
A obtenção dos direitos de reprodução de quaisquer imagens utilizadas é da inteira responsabilidade do(s) autor(es).

                                                                *   *   *

Bibliografia de referência: Todas as obras citadas ou referenciadas no texto, e apenas estas, deverão ser compiladas no final do artigo, por ordem alfabética.
-A primeira linha da referência: sem avanço especial
-A partir da 2ª linha: avanço 0,5 cm
Os títulos das obras devem aparecer em sequência temporal crescente (de mais antigo ao mais recente); no caso de haver mais de uma obra do mesmo autor e do mesmo ano, estas deverão ser discriminadas através da atribuição de uma letra, por ordem alfabética (ex: Cabral 1991a, 1991b, 1991c).

Livro
Apelido, C. (ano). Título do livro. Local de publicação, Nome de editor.

Augé, M. (2012). Não-lugares. Introdução a uma antropologia da sobremodernidade. Lisboa, Letra Livre.

Parte de livro/capítulo de livro
Apelido, C. (ano). Título do capítulo. Nome do editor ou diretor (ed. ou dir.), Título do livro (número das páginas). Local de publicação, Nome de editor.

Rouch, J. (1979). “La caméra et les hommes”. C. de France (dir.), Pour une anthropologie visuelle. Paris, Mouton Éditeur et École des Hautes Études en Sciences Sociales, 53-72.

Artigo
Apelido, C (ano). Título do artigo. Título da Revista, volume(número), páginas.

Riley, R., Baker, D. & Van Doren, C. (1998). Movie Induced Tourism. Annals of Tourism Research, 25(4), 919-935.

Filmografia e difusões
Todos os filmes citados ou referenciados no texto deverão ser compilados no final do artigo:

Mass, J. B. (Producer), & Gluck, D. H. (Director) (1979). Deeper into hypnosis [Filme]. Englewood Cliffs, NJ, Prentice Hall.
Saura, C. (dir.) (1999). Bodas de sangre de Frederico Garcia Lorca [DVD]. Madrid, Suevia Films.
ou
Casablanca, Michael Curtiz, dir. (Warner Brothers, 1942) [film]
Desert Island Discs, Sue Lawley with Jan Morris (BBC 4, 16 June 2002) [radio interview].

CD
Debussy, C. (1991). Prélude à l’après-midi d’un faune ; Nocturne ; La mer.[CD].[Wallingford, CT], Erato

Webgrafia
Referência (cf. acima). Após, colocar as palavras “Disponível em” seguidas de dois pontos e o endereço do site.

Varennes, F. de (2003). Strangers in Foreign Lands: Diversity, Vulnerability and the Rights of Migrants, MOST Discussion Paper, Paris, UNESCO, available at: http://www.unesco.org/most/paper_devarennes.pdf (last visited 17 Jun. 2010).